Unidade garante reeleição de Cedro Silva para presidência da CUT Bahia
By Administrador On 28 ago, 2015 At 05:00 PM | Categorized As CUT Nacional | With 0 Comments


O Petroleiro Cedro Silva foi reeleito, sem nenhuma abstenção, presidente da Central Única dos Trabalhadores da Bahia, nesta sexta-feira (28). Foi uma eleição de consenso e o atual presidente foi reconduzido por seus pares ao cargo para o quadriênio 2015-2019. As argumentações dos delegados para a manutenção do atual dirigente na presidência da CUT Bahia foram às de que Cedro Silva era o nome que garantiria a unidade do projeto CUTista em curso e conseguiu imprimir na  Central baiana durante a sua gestão  uma marca agregadora, mas que, acima de tudo, priorizou os  interesses dos trabalhadores e das trabalhadoras do estado.

Alagoano, radicado na Bahia há mais de 30 anos, Cedro Silva tem 50 anos de idade e chega renovado para esse novo período, agradecendo a confiança e empenhado em fazer uma gestão ainda melhor, levando cada vez mais a CUT Bahia para as ruas com renovação e enfrentamentos necessários para o desenvolvimento da Classe Trabalhadora e, sobretudo, contribuindo para que uma CUT forte construa um país ainda mais justo e igualitário para os brasileiros.

Representantes de todas as forças políticas deram seu recado e o consenso de unidade permeou todas as falas. A dirigente nacional da CUT, Elisângela Araújo, sintetizou a importância dessa unidade no atual cenário político. “Construímos coletivamente a unidade pautados nos princípios da democracia e respeito, independente de governo e de partido. Defendi essa unidade aqui no Congresso porque acredito que não podemos gerar crises internamente diante do atual cenário político e temos que nos unir cada vez mais. Somos capazes de construir de forma coletiva a CUT que sonhamos”, comemorou.

Em seu discurso, o presidente reeleito agradeceu aos presentes, a coordenação do Congresso em nome do secretário Geral, Manoel Messias, aos funcionários, a direção nacional e os integrantes de todas as forças políticas que compreenderam a importância da aglutinação das forças diante do atual momento político, fez um breve  balanço do  mandato  e convidou  a todos e todas para planejar e estruturar a nova CUT Bahia: uma Central, que acima de qualquer interesse político ou vaidade individual, terá os interesses e a defesa da Classe Trabalhadora assegurados. “Participamos de um triênio árduo, conflituoso e por muitas vezes traumático. Porém, apesar dos dissabores, isso representou um avanço do debate político, do fortalecimento das nossas práticas sindicais e do amadurecimento das ações em prol da classe trabalhadora. E assim fomos para as ruas, entendendo que uma Central é organizada a partir do local de trabalho, nas ruas, nos bairros, na periferia, na zona rural e no urbano; onde os interesses da classe devem sempre se sobrepor aos interesses corporativos na construção de um instrumento unificado, estratégico e representativo”, apontou.

Reeleito, Cedro Silva, pediu aos pares integração e compromisso e chamou as direções executiva e plena a assumirem a responsabilidade para implantação da CUT que queremos. “Essa direção terá a responsabilidade coletiva de reconhecer os problemas e trabalhar com afinco para que ao final dessa nova gestão, agora de quatro anos, tenhamos uma CUT muito mais presente, atuante e fortalecida”, sentenciou.

Após as palavras finais do presidente reeleito, o Congresso foi oficialmente encerrado com a execução do hino nacional. 

 




Fonte/extraído de: Unidade garante reeleição de Cedro Silva para presidência da CUT Bahia

comment closed