Sindisaúde de Criciúma organiza protesto em hospital por falta de pagamentos
By Siserp Criciúma On 8 ago, 2016 At 01:27 PM | Categorized As CUT Estadual SC, Destaques, Slides | With 0 Comments

05/08/2016

O sindicato cobra o recolhimento do INSS, do FGTS e o pagamento das férias e dos salários dos trabalhadores

Escrito por: Marcone Travella

O Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde de Criciúma e Região – Sindisaúde mobilizou um protesto nesta terça-feira, dia 2, em frente ao Hospital Materno Infantil Santa Catarina – HMISC. A manifestação foi motivada por causa dos direitos trabalhistas descumpridos pelo Instituto de Saúde e Educação Vida – Isev, que administra a instituição.

O sindicato cobra o recolhimento do INSS, do FGTS e o pagamento das férias e dos salários dos trabalhadores. “O Isev ainda atrasa as rescisões de contrato”, frisou o presidente do sindicato, Cléber Cândido. Segundo o sindicalista, o Isev deve também em torno de R$ 62 mil do repasse das mensalidades dos associados dos hospitais para o Sindisaúde. A situação já foi denunciada ao Ministério Público, ao Ministério do Trabalho e a Receita Federal.

No Materno Infantil atuam em torno de 170 funcionários. As demais instituições administradas pelo Isev, como o Hospital São Marcos, de Nova Veneza; o Dom Joaquim, de Sombrio; e a Casa de Saúde do Rio Maina, em Criciúma; somam aproximadamente 300 trabalhadores. “Essas pessoas vivem em total insegurança sem saber o que poderá acontecer e como vai ser o seu futuro”, destacou Cleber, que também é presidente da Fetessesc.

comment closed