Servidores do INSS rejeitam contraproposta do governo e greve continua
By Administrador On 31 jul, 2015 At 03:00 PM | Categorized As CUT Nacional | With 0 Comments

Durante seis horas, na última quinta-feira (30), governo federal e servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tentaram chegar a um acordo para encerrar a greve mantida pela categoria desde o dia 10 de julho. Porém, após impasse sobre reajuste salarial e jornada de trabalho, o encontro foi encerrado com a paralisação mantida.

Representando o governo, estiveram presentes no encontro a presidente do INSS, Elisete Berchiol, e o secretário de Relações do Trabalho no Serviço Público, Sérgio Mendonça. O presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS/CUT), Sandro Alex Oliveira Cezar, saiu otimista do encontro.

“Podemos estar próximos de um acordo com o governo. Porém, eles precisam ser sensíveis com as principais demandas dos trabalhadores”, afirmou Oliveira Cezar. De acordo com o dirigente sindical, o impasse se concentra em dois pontos: Redução de jornada e reajuste salarial.

A categoria pede que todas as 1.500 agências do INSS passem a respeitar a jornada de trabalho de 30 horas semanais. “Hoje, falta incluir 500 unidades neste modelo, que já é respeitado pelas outras mil”, explicou Oliveira Cezar.

Na reunião, o governo propôs o mesmo reajuste salarial que já havia sido rejeitado pela categoria no dia 13 de julho, de 21,3%, parcelado pelos próximos anos. A categoria pede 27,5%, com aplicação imediata, seguido de aumentos gradativos durante os próximos quatro anos.




Fonte/extraído de: Servidores do INSS rejeitam contraproposta do governo e greve continua

comment closed