CUT e Sindicato dos Rodoviários lamentam incidente e repudiam violência policial
By Administrador On 16 jul, 2015 At 03:00 PM | Categorized As CUT Nacional, Notícias | With 0 Comments

Na manifestação de solidariedade dos trabalhadores aos motoristas e cobradores da TCB e das Cooperativas em greve, realizada na Rodoviária do Plano Piloto na tarde de quarta-feira (16), ocorreram dois incidentes, um deles apenas noticiado pela imprensa local.

No primeiro, cujas imagens foram ao ar em telejornal da Record, um motociclista, com um carona, não identificados, por duas vezes lançou seu veículo sobre os pés de um dos manifestantes, tentando intimidá-lo fisicamente, forçando passagem e colocando em risco também outros trabalhadores presentes ao lado.

A reportagem não mostra, mas os dois passageiros da moto, com capacetes, além dessa atitude agressiva, insultaram verbalmente os rodoviários. A passagem forçada entre os manifestantes colocou em risco a integridade física dos rodoviários e demonstra uma provocação premeditada, intolerante e desrespeitosa aos trabalhadores presentes ao ato, que apenas defendiam suas justas reivindicações para melhorar a qualidade de vida e de trabalho e, por consequência, dos serviços de transportes da população do DF.

Um dos rodoviários, usando colete da CUT, sentindo-se em perigo com a passagem arriscada da moto deu um tapa no capacete do carona da moto, revidando aos insultos e à intimidação. Felizmente, não houve feridos nem acidente envolvendo a moto.

O Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal e a CUT Brasília lamentam o incidente, tanto a intimidação do motociclista como a reação do manifestante.

Aproveitamos para informar que os rodoviários e militantes CUTistas não têm e nunca tiveram orientação para uso de violência em manifestações. Nossa conduta sempre foi de realizar democrática e pacificamente nossas manifestações para apresentar à sociedade, ao empresariado e aos governos nossas reivindicações e protestos.

Os incidentes decorrem invariavelmente de ataques que os trabalhadores sofrem de provocadores com a intenção de criar tumultos e desviar o foco das reais e justas causas das manifestações ou de policiais despreparados.

Isto foi o que ocorreu, por exemplo, em tantos atos públicos recentes contra os projetos de flexibilização e precarização do trabalho no Congresso Nacional. Também aconteceu ao final da manifestação desta quarta (16), o que, infelizmente, não foi retratado por qualquer veículo de comunicação.  Diretores do Sindicato dos Rodoviários e alguns motoristas e cobradores foram ameaçados e humilhados por policiais militares com revólveres, armas de choque e cassetetes. Dirigente do Sindicato deu entrevista repudiando a agressão policial, mas sua denúncia não foi ao ar na Record. O motivo da violência da PM foi simplesmente o fato de os rodoviários terem realizado uma manifestação que recebeu apoio da população e dos demais trabalhadores e entidades do Distrito Federal.

A CUT, as entidades sindicais CUTistas e seus militantes não se intimidarão e seguirão lutando, de forma pacífica e democrática, pela melhoria salarial e das condições de vida dos trabalhadores e das condições de vida de toda a população de Brasília e do país.




Fonte/extraído de: CUT e Sindicato dos Rodoviários lamentam incidente e repudiam violência policial

comment closed