CUT Amazonas elege direção para próximos quatro anos
By Administrador On 19 ago, 2015 At 02:00 PM | Categorized As CUT Nacional | With 0 Comments


Com apenas uma chapa inscrita, a eleição da CUT-AM foi por aclamação e voto simbólico de todos os presentes.  Dos esperados 180 delegados sindicais, 168 foram inscritos entre homens e mulheres. Valdemir Santana, do Sindicato dos Metalúrgicos, foi reeleito para mais um mandato(agora de quatro anos), tendo como vice o presidente da Fetagri AM, Alfredo Pontes. 

Conforme deliberação do último Congresso Nacional da CUT (11º CONCUT), a paridade foi respeitada na formação da direreção, que assume o comando da Central até 2019.

Valdemir Santana, atual presidente da CUT-AM, se pronunciou durante a analise coletiva. De acordo com Santana, o trabalhador dos dias de hoje é muito menos envolvido nas questões trabalhistas e políticas do que os trabalhadores de 20 e 30 anos atrás. “Hoje, quando estamos na porta das fabricas em campanha salarial, o trabalhador não nos ouve mais. Coloca fone de ouvido e passa direto. Isso é porque ele não sabe que precisa da CUT. Precisamos fazer esse trabalho de conscientização para trazer de volta o trabalhador para a CUT”, alertou.

Sobre a atuação da CUT no meio político, Santana foi mais direto. “ Sabemos que precisamos melhorar e devemos começar pelas entidades filiadas à CUT, que estão na inadimplência há anos. Vamos cada uma entidade filiada fazer o nosso papel, que assim, a CUT cresce e melhora naturalmente”, advertiu.

Os trabalhos de grupo para estudo e analise de conjunturas foram divididos em quatro conjuntos: a) Conjuntura Internacional, b) Conjuntura Nacional, c) Conjuntura Regional, d)Conjuntura do Amazonas.  Desses grupos de analise e estudo, diversas  propostas  de adição e ou mudança ao Estatuto Nacional da CUT foram elaboradas.

Homenagens

O 12° CECUT Amazonas divulgou uma nota de pesar em homenagem a três mulheres, militantes políticas, participes da Confederação Nacional da Agricultura, que durante as ações da Marcha das Margaridas, em Brasília, nos dias 11 e 12 de agosto, faleceram.  Além da nota de pesar, foi chamado um minuto de silêncio  e a chamada nominal (+Maria Ozenira Cardoso  Araújo, +Maria Pureza dos Santos Nascimento e +Izabel Gonçalves dos Santos), com a resposta “presente”, dada em uníssono pela plenária. A partir de então, a primeira mesa, coordenada por Ribamar Barroso,  convocou os trabalhos do congresso, com a leitura e defesa das propostas elaboradas nos trabalhos de grupos, que debateram  (última atividade do segundo dia).

Com todas as propostas lidas e debatidas, foram aprovadas e serão incluídas no Plano de Lutas e Estratégias da CUT-AM. Porteriormente, serão apresentadas no CONCUT. A mesa foi desfeita e dado inicio aos preparativos para a Mesa de Moções, momento em que se votam as manifestações de apoio ou  repúdio e outros comunicados dos congressistas. A mesa foi conduzida por Benones Mamed, do Sindicato da Construção Civil, tendo sido os trabalhos concluídos Às 14h. Dentre as moções, a que mais movimentou a plenária e que foi aprovada pela maioria de votos foi elaborada em defesa de uma sindicalista(segue texto):

“Nós trabalhadores e trabalhadoras presentes no 12° Congresso da CUT Amazonas, manifestamos aqui nosso repúdio à decisão tomada pelo Senhor ELIAS SERENO DE SOUZA,  presidente da Fetracom – Federação dos Trabalhadores no Comercio do Estado do Amazonas, esta filiada À CUT e à Contracs,  que demitiu arbitrariamente a companheira Maria do Perpetuo Socorro Marinho Prado, em decisão unilateral, deste que se encontra presidente. A referida companheira Socorro Prado pertence à diretoria do Sintreseam, filiado à CUT, compondo o Conselho Fiscal desta entidade, portanto não poderia ser desligada, pois possui, de acordo com a CLT e sumulas do superior tribunal do trabalho estabilidade garantida. A decisão é contraria os princípios e práticas cutistas ”.

Após a mesa de Moções, o secretário de organização Política, Berenício Lima, tomou a palavra e apresentou Ribamar Barroso, coordenador da Escola Sindical Chico Mendes na Amazônia (sediada em Manaus), indicado da CUT AM,  como representante da Região Norte na Executiva da CUT Nacional.  A indicação foi aprovada por unanimidade.

A posse da “Plenarinha”, formada pelos delegados indicados para o congresso nacional da CUT (CONCUT)  a ser realizado no mês de outubro em São Paulo, transcorreu com naturalidade.  A cerimônia de encerramento dos trabalhos foi feita por Berenício Lima, que lembrou todas as dificuldades enfrentadas pelos congressistas para participação no 12°Cecut, assim como pela coordenação para realização do Congresso Estadual 2015. “Além de parabenizar, quero neste momento agradecer imensamente todos que participaram do nosso Congresso, pois são muitas as dificuldades para vir e também pra fazer.  Demos um passo importante na defesa dos direitos dos trabalhadores e é assim tem que ser, um passo à frente todos os dias, uma vitória todos os dias em nome dos Trabalhadores. Somos fortes, somos CUT. Muito Obrigado”, finalizou Berenício.

 




Fonte/extraído de: CUT Amazonas elege direção para próximos quatro anos

comment closed