Campanha contra o trabalho infantil no Campeonato Brasileiro
By Administrador On 12 jun, 2015 At 06:07 PM | Categorized As CUT Estadual SC, Notícias | With 0 Comments

#nãoaotrabalhoinfantil

Escrito por: Fátima Reis Assessora de Comunicação Social MPT/SC

Sampaio Corrêa e Criciúma, entram em campo hoje, Dia Mundial de Erradicação do Trabalho Infantil, vestindo a camiseta da campanha que visa erradicar o trabalho de crianças e jovens no Brasil. A adesão dos times catarinenses que disputam as séries “A” e “B” do Campeonato Brasileiro à iniciativa, foi autorizada pelo Presidente da Federação Catarinense de Futebol, Delfim Pádua Peixoto Filho, numa parceria com o Ministério Público do Trabalho.

A campanha que entra em campo em vários jogos da sétima rodada do Brasileirão (entre 12.06 e 14.06.2015), prevê que atletas e crianças entrem nos estádios vestindo por cima do uniforme oficial, uma camiseta doada pela COORDINFÂNCIA (Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente) e, após a execução dos Hinos Nacional e do Estado de Santa Catarina, sejam autografadas e distribuídas às torcidas presentes.

Os próximos jogos com times catarinenses que aderiram ao apelo são:

13/06 – Sábado – 16h30min – Chapecoense x Santos (Arena Condá) – Série A

13/06 – Sábado – 21h – Sport x Joinville (Ilha do Retiro) – Série A

14/06 – Domingo – 16h – Avaí x Figueirense (Ressacada) – Série A

A ação tem como objetivo despertar o interesse da sociedade para o problema e estimular denúncias para que as autoridades e órgãos competentes consigam atuar nos casos e reduzir os números que colocam Santa Catarina no 4º lugar do ranking nacional de trabalho infantil.

Segundo dados do quadro comparativo da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) 2013, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Santa Catarina está em quarto lugar no ranking nacional de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos em situação de trabalho, ficando atrás apenas do Piauí, Rondônia e Acre.  Em todo o Brasil estão em atividade mais de 3, 5 milhões nesta faixa etária, sendo 144.517, ou seja, 11,51% deste total, no estado catarinense.

Ranking Trabalho Infantil – PNAD 2013

 

Na PNAD de 2012, os índices mostravam que Santa Catarina tinha 32 das 100 cidades brasileiras que mais registram trabalho infantil. Os casos ocorrem principalmente na região Oeste, colonizada por imigrantes europeus. Na região, é comum filhos ajudarem os pais desde cedo. Na cidade de Novo Horizonte com 2,7 mil habitantes onde 90% da população vive na área rural, mais de 70% das crianças com idade entre 10 e 14 anos foram identificadas desenvolvendo alguma atividade no campo.


Fonte/extraído de: Campanha contra o trabalho infantil no Campeonato Brasileiro

comment closed